Após quase dois anos de trabalho (sim eu sou leeennnntoooo rsrs), mas confesso que metade ou talvez mais da metade desse tempo foi procurando o bendito Barbante Gallo, que era vendido aqui no Rio e quando o novelo acabou e eu fui procurar só consegui encontrar muito tempo depois em Tiradentes, MG, em novembro do ano passado, quando uma caravana de amigas e amigos tricoteiros foi parar por lá, num final de semana prolongado agradabilíssimo.

Este, com certeza, foi um daqueles trabalhos que viu você de todos os jeitos (triste, feliz, magoado, irritado), nossa, quanta coisa não se passou nesse meio tempo… ora estava sendo tricotado, ora estava jogado, abandonado num canto, enquanto outro trabalho era tecido, e que bom que agora estou muuuuuiiitíssimo feliz com o resultado e espero que vocês gostem também.

Bjo grande